Páginas

quinta-feira, novembro 18, 2004

Cinza

Esses dias estou ficando o tempo todo de frente para uma janela.
Pessoas passam apressadas, sem olhar para o lado.
O dia clareia e escurece, chove e faz sol.
Não consigo ficar imune a essa janela, desviando o olhar do monitor para a janela em minha frente. Ela me atrai, mostra que existe vida lá fora, que eu deviar estar lá fora.

Estou aqui e lá, qual de mim está mais feliz?

quarta-feira, novembro 17, 2004

Sozinho

Morar sozinho é estranho...
Sem outros sons além dos meu próprios, a casa parece vazia.
A TV fica muda até que eu tome a iniciativa de ligá-la.
Ninguém está lá para me acordar e me mandar dormir na cama depois que adormeci no sofá.
O cesto de lixo vai se avolumando tal qual um câncer até que eu tenha a iniciativa de levar o lixo lá para fora.
A garrafa de água da geladeira não se enche sozinha e sempre está vazia na hora que eu mais tenho sede.
O armário não se enche de comida a não ser que eu tome a iniciativa de comprar algo para colocar nele.
As coisas estão sempre no mesmo lugar de deixei estragando o meu prazer de procurar algo pela casa.
Acho que vou contratar um fantasma ou duende...