Páginas

terça-feira, junho 28, 2005

Viciado em você

Esse final de semana não foi fácil, a crise de abstinência de você me derrubou.
Deitado na frente da TV, pensando no que você estaria fazendo àquela hora.

A solidão, antes minha amiga reconfortante agora me sufoca, tirando horas de sono.

Te amo

sexta-feira, junho 10, 2005

Receita para sobreviver

Recebi creditado ao Pablo Picasso

"Jogue fora todos os números não essenciais para sua sobrevivência.
Isso inclui idade, peso e altura.
Deixe o médico se preocupar com eles.
Para isso ele é pago.
Continue aprendendo...
Aprenda mais sobre computador, artesanato, jardinagem, qualquer coisa.
Não deixe seu cérebro desocupado.
Uma mente sem uso é a oficina do diabo.
E o nome do diabo é Alzheimer.
Curta coisas simples.
Ria sempre, muito e alto.
Ria até perder o fôlego.
Lágrimas acontecem.
Agüente, sofra e siga em frente.
A única pessoa que acompanha você a vida toda é você mesmo.
Esteja vivo, enquanto você viver!
Esteja sempre rodeado daquilo que você gosta: família, animais, lembranças, música, plantas, um hobby, o que for.
Seu lar é o seu refúgio.
Aproveite sua saúde.
Se for boa, preserve-a.
Se está instável, melhore-a.
Se está abaixo desse nível, peça ajuda.
Não faça viagens de remorso.
Viaje para o Shopping, para cidade vizinha, para um país estrangeiro, mas não faça viagens ao passado.
Diga a quem você ama, que você realmente os ama, em todas as oportunidades.
E lembre-se sempre que:
"A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego:..
... de tanto rir...
... de surpresa...
... de êxtase...
... de felicidade..."

terça-feira, junho 07, 2005

Vendo essa foto no blog da minha amiga Lucia eu comecei a pensar em uma pessoa em especial em minha vida.
Ela com seu leve toque, mesmo na superfície da minha alma possui a capacidade de criar ondulações e mudanças radicais. Tocando em minha superfície ela alterava na verdade o reflexo dela mesma.
Te amo mãe

Hidra de Lerna

Em certos momentos da nossa vida devemos ser tal qual Hércules.

Uma de suas doze tarefas foi matar a Hidra de Lerna que era um monstro de várias cabeças que a cada cabeça cortada, recriava-a em outras duas.

Minha vida está parecendo isso mesmo, a cada problema enfrentado e resolvido parece que multiplican-se os próximos problemas à frente.

Até quando vou ter saco e disposição para enfrentar isso? Não dava para term um "refresco"?

quinta-feira, junho 02, 2005

Mágica da Poesia

AH! OS RELÓGIOS

Amigos, não consultem os relógios
quando um dia eu me for de vossas vidas
em seus fúteis problemas tão perdidas
que até parecem mais uns necrológios...

Porque o tempo é uma invenção da morte:
não o conhece a vida - a verdadeira -
em que basta um momento de poesia
para nos dar a eternidade inteira.

Inteira, sim, porque essa vida eterna
somente por si mesma é dividida:
não cabe, a cada qual, uma porção.

E os Anjos entreolham-se espantados
quando alguém - ao voltar a si da vida -
acaso lhes indaga que horas são...

Mario Quintana - A Cor do Invisível

quarta-feira, junho 01, 2005

Hoje pela manhã

Hoje quando vinha para o trabalho vi um senhor que deve ter assistido a umas duas dezenas de copas do mundo caminhando pela rua.
Parava, agachava-se e pegava alguma coisa no chão, distraído.
Eu fiquei observando aquele homem, já avançado na idade manter a curiosidade das crianças que a tudo surpreendem.
Seus olhos brilhavam de contentamento quando via uma pedra ou pedaço de metal que lhe chamava a atenção.
E eu? Eu tinha que ir correndo para o trabalho, preocupado como seria o dia, antevendo e antecipando problemas.
Felicidade é uma coisa simples quando somos muito jovens ou muito velhos.
Quando somos estúpidos o suficiente tudo é difícil.