Páginas

segunda-feira, maio 29, 2006

3.5

O ano passado escrevi um pequeno texto sobre fazer 34.
35 já não tem tanta graça assim.
O cabelo começa a se tornar um código de barras as preocupações andam muitas.
Nem festa eu fiz, saí com meus pais para jantar e almoço na casa da tia no domingo.
Nada demais, nada de menos.

domingo, maio 28, 2006

Lá vem o Leão


Hoje assisti ao GP de Mônaco.
Quem tem mais de 30 anos (hoje fiz 35) tem lembrança das disputas entre Nigell Mansell e Senna ou Piquet.
Eram "pegas" que davam emoção máxima à F1.
Erá ótimo vê-lo se espatifar forçando uma ultrapassagem.
Hoje, quase tudo se decide entre as voltas de classificação e os pit-stops durante as corridas.
Ficou sem graça.
O Nigell bem que poderia voltar

sexta-feira, maio 26, 2006

País do Futuro

Eu cresci ouvindo que o Brasil é o "País do Futuro".
Estou cansado disso. O futuro vai ficando cada vez mais lá longe. Vejo a cada dia, países passando à frente do Brasil, melhorando, limpando suas instituições e nós vamos ficando cada vez mais "atolados na lama".
Ajude o Brasil, faça a sua parte. EXIJA. TRABALHE.
Chega de virar as costas.
Chega de jogar lixo na rua.
Chega de furar fila.
Dê o exemplo.
Exija que os outros sejam também exemplo.
VOTE. Mas vote em branco ou anule se você não acreditar que aquela foto que aparece na urna não condiz com o que você acredita que seja o Futuro.

segunda-feira, maio 15, 2006

Revide

Sempre acreditei que quando levamos a primeira agressão a culpa é do agressor. Mas se rotineiramente somos agredidos pela mesma pessoa da mesma maneira, tornamo-nos cúmplices ou até mesmo culpados.
Ultimamente temos sido rotineiramente surrados por uma classe que certa da impunidade acastelou-se no poder e continua a desmandar. Trocam-se as siglas, a que antes temia o "Grande Capital", ou o "Empresariado" demonizando-os, hoje ceva-lhe os repastos com ainda mais dinheiro do que antigamente.
Agora até a polícia virou alvo da milícia criminosa. Por mais absurda (e depois são os lusitanos que são "portugueses") que seja a situação vemos via Jornal Nacional o William Bonner sair às ruas cobrir o medo dos policiais acuados dentro dos quartéis.
A que ponto chegamos? Nós que já fomos um país orgulhoso (pelo menos idiotamente o somos a cada 4 anos, em que os babacas aqui mandam fazer camisas verde-amarelas saímos tocando cornetas pelas ruas) ficamos de joelhos diante da Bolívia??!?!?
Tomamos um chute de baixo para cima do vizinho e ainda os afagamos?
Somos humilhados mundialmente por um país que antes disso o único trabalho que nos havia dado foi ter sido o primeiro país sul-americano a vencer um jogo do Brasil em eliminatórias de Copa do Mundo.
Sinceramente... Quando e como vamos revidar?

Rebirth

Já brinquei de bola na rua
Já brinquei de bola na chuva
Já criei cachorro
Já criei coelho, pombo e peixe
Já briguei na rua
E descobri que meu forte não era a força
Já fui dono de boate, buteco e loja de celular
Já amei muito, sofri quase o mesmo tanto. Mas quem não?
Tenho poucos bons amigos, mas são os que valem a pena e eles sabem que o são.
Metamorfose ambulante, nunca tive medo de mudar.
Mudar de casa, mudar de vida.
Coisa de geminiano ou de "menino maluquinho" sei lá.
Só sei que é bom mudar e descobrir que melhorou ou então mudar de novo se não ficou bom.
Mudar faz bem, sacode as cinzas dos incêndios que passaram, deixando a terra limpa para que as novas plantas possam crescer.

terça-feira, maio 02, 2006

Batman


Homenagem de aniversário a um grande amigo Celsinho Rafael "Batman" de Oliveira