Páginas

quarta-feira, julho 30, 2008

Se eu pudesse escolher

o motivo da minha morte e tivesse que ser uma doença eu preferiria morrer de infarto.
Ou um aneurisma ou um derrame fatal.

Algo que me leve durante o sono ou sentado no sofá de casa.

Algumas doenças são por demais cruéis.

Alzheimer e câncer por exemplo. Vão matando aos poucos, destruindo a moral da pessoa. Ela vai definhando, bem como sua família.

Uma leve esperança vai ficando cada dia mais fraca até que chega uma hora em que preferimos ir embora que ir matando nossa família junto.

terça-feira, julho 01, 2008

Difícil é viver

"Se é fácil acordar vendo o espelho envelhecer
Ver o tempo passar sempre a cada amanhecer
Se é fácil só se torturar
Deitar e se esquecer
É simples lamentar uma vida sem prazer
Aos poucos se matar pois não pediu para nascer
Se é fácil suportar a dor
Fazendo alguém sofrer...
Difícil é viver

Se é fácil enganar e ninguém jamais saber
Se enganar dizendo está tudo bem
Se é fácil então roubar
Fugir e se esconder
É simples camuflar sentimentos que se tem
Nunca se encontrar e perder de novo o trem
É fácil encontrar o amor
Por ele se perder...
Difícil é viver"
IRA!